quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Saudades

Hoje eu acordei com saudades. Não sei bem certo do quê. Saudade de tudo. Saudade de nada. Saudade de qualquer coisa. Saudade de ser criança. Saudade de casa. Dos meus amigos de infância. Dos meus amigos de agora. Dos meus cachorros. Do meu avô que nunca conheci. Da faculdade. Do colégio. Saudade de ter saudades de alguém. Saudade de tudo que já vivi. De tudo que não vivi. E de tudo que nunca viverei. Saudade de ontem. Saudade de anteontem. Sentir saudades significa distância. Geográfica ou temporal. Não sentir saudades pode significar proximidade. Pode não significar nada. Pode ser bom. Pode ser ruim. Saudade não se explica. Saudade se sente. Saudade se mata.

5 comentários:

Gabriela disse...

sei bem como é...tem dias que também acordo assim, e sem saber o porquê... tem dias que a gente se sente como quem partiu ou morreu...

Mariana disse...

Como uma pessoas bastante saudosista, eu gostei!
E eu tbm tenho saudade do meu avô que eu nunca conheci!

ana lúcia disse...

Saudades são as montanhas de Minas dentro da gente. Dá prá ver que estão dentro de você.

ph disse...

boa prá cacete!!!

ph disse...

fiquei arrepiado com a saudade do avô que não conheci!